Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos diz que incumprimento das obrigações do País leva "à autarcia"

"Todo o país que não cumpra os seus deveres, é pior do que pedir ajuda externa", exultou Passos Coelho, durante a sessão do Clube dos Pensadores, em Gaia.

João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 05 de Abril de 2011 às 09:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O líder social-democrata alertou que se tal acontecer, o país entra “em autarcia e ficamos sem possibilidade de recorrer a ajuda externa”. “Quando vemos que há hipótese de isso acontecer, pedimos ajuda antes”, acrescentou.

Passos Coelho acredita que o problema do país não se resolve, “como outros defendem”, com mais dívida. O candidato a primeiro-ministro responsabilizou José Sócrates e o actual Governo pela situação de aflição financeira de Portugal, que atribuiu à incapacidade de aplicar as medidas que sucessivamente foram sendo aprovadas. “Temos mesmo de cumprir um programa de austeridade que está delineado. Há regras, aprovadas com o apoio do PSD, mas é preciso fazê-las cumprir”, salientou.

O convidado do Clube dos Pensadores defendeu uma política de transparência, mas quando questionado sobre a necessidade de uma sindicância às contas do país, o líder do PSD justificou que esse pedido não é benéfico no imediato, porque iria levantar desconfianças junto dos mercados e dos parceiros europeus.

“Se o fizesse perante um quadro em que as pessoas não têm a certeza se vamos cumprir ou não os nossos compromissos, daria a ideia que desconfio que o Estado e os serviços que organizam a estatística para o exterior não o fazem de forma correcta”, adiantou.

Ainda assim, o líder do PSD chamou a atenção para os encargos que as parcerias público-privadas vão trazer para as contas do país e que “ninguém sabe quais serão”.

Ver comentários
Saber mais Passos incumprimento obrigações Política
Outras Notícias