Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos pediu silêncio sobre declarações de Cavaco

O primeiro-ministro não quer que os deputados do seu partido se envolvam na polémica.

Negócios negocios@negocios.pt 27 de Janeiro de 2012 às 11:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 25
  • ...
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, terá dado instruções aos deputados do PSD para que estes não se pronunciem sobre as polémicas declarações de Cavaco Silva sobre as suas pensões. O pedido terá sido feito, segundo noticia o “Sol”, na reunião da Comissão Política na passada terça-feira.

Mas ao mesmo tempo que essa instrução era dada, o vice-presidente da bancada do PSD, Carlos Abreu Amorim, manifestava na RTP o seu contentamento por não ter votado em Cavaco e disse mesmo que o Presidente da República só estava bem quando estava calado.

As declarações de Cavaco que estão na origem da polémica estão relacionadas com as suas pensões: “Tudo somado, o que irei receber do fundo de pensões do Banco de Portugal (BdP) e da CGA quase de certeza que não dá para pagar as minhas despesas”, disse na sexta-feira.

Segundo o "Sol", o Chefe de Estado já perdeu dois terços dos seus rendimentos desde que foi eleito em 2006: perdeu a pensão vitalícia (2.876 euros), teve que abdicar do salário de Presidente da República em Janeiro de 2011 (6.523 euros), sofreu um corte de 50% no subsídio de Natal do ano passado e vai perder os subsídios de férias e Natal deste ano da sua reforma da CGA. Resta saber se terá ou não o corte dos subsídios na pensão do Banco de Portugal.

Entretanto começou a correr uma petição na Internet a pedir a demissão do Presidente da República que já conta com mais de 36 mil assinaturas.

Ver comentários
Saber mais Cavaco Silva demissão pensões
Outras Notícias