Economia Paulo Portas: "Foi um magnífico trabalho das empresas que desmentiu alguns economistas"

Paulo Portas: "Foi um magnífico trabalho das empresas que desmentiu alguns economistas"

O vice primeiro-ministro, Paulo Portas, disse esta terça-feira, 20 de Janeiro, em Aveiro, que o comportamento das empresas e das exportações desmente quem dizia que Portugal tinha atingido a sua capacidade de exportação.
Paulo Portas: "Foi um magnífico trabalho das empresas que desmentiu alguns economistas"
Pedro Elias/Negócios
Alexandra Noronha 20 de janeiro de 2015 às 10:59

O vice primeiro-ministro, Paulo Portas, disse esta manhã em Aveiro, que o comportamento das empresas  portuguesas "desmentiu" as previsões de alguns economistas, de que as exportações portuguesas já tinham atingido o limite.

 

"É uma lição para profissionais das previsões que depois falham", ironizou o governante, durante o roadshow Portugal Global, organizado pela AICEP em parceria com o Negócios. "Foi um magnífico trabalho das empresas que desmentiu os economistas. Não era verdade que Portugal não conseguia exportar mais", referiu o vice primeiro-ministro.

 

"Terminaremos o ano 2% acima do melhor ano de sempre, que foi 2013. Ou seja 2014 foi o melhor ano de sempre", realçou o governante.

 

Elogiando o comportamento de vários sectores em Portugal, nomeadamente o turismo, Paulo Portas adiantou que "nascem duas vezes e meia mais empresas do que as que desaparecem. Há dois anos era o contrário. Só cria uma empresa quem tem alguma confiança e pretende assumir algum risco".

 

O governante salientou ainda a diversificação do mercados, que deixou de estar tão virada para a Europa e garantiu que, em parceria com a AICEP e os diferentes ministérios, o que interessa é remover as barreiras às exportações portuguesas, tendo em conta que há "muitos países a quererem exportar para onde nós queremos".

 

Paulo Portas realçou ainda que o distrito de Aveiro está entre os mais dinâmicos nas exportações nacionais. 




Marketing Automation certified by E-GOI