Economia Paulo Portas subscreve posição do Presidente de alargar pagamento da dívida

Paulo Portas subscreve posição do Presidente de alargar pagamento da dívida

Cavaco Silva mostrou-se favorável à redução das comissões pagas por Portugal no empréstimo europeu, assim como ao alargamento do prazo do reembolso. Paulo Portas subscreveu.
Paulo Portas subscreve posição do Presidente de alargar pagamento da dívida
Ana Torres Pereira 06 de dezembro de 2012 às 18:23

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, sublinhando que "Portugal não é a Grécia", concordou com a posição do Presidente da República de prolongar o pagamento do empréstimo contraído por Portugal. 

“Na parcela que pode ter aplicação a outros países com programas de assistência, no momento certo, e olhando ao que nos pode beneficiar, evidentemente que Portugal deve valorizar e evidenciar a regra segundo a qual quando há circunstâncias institucionais semelhantes existam regras semelhantes”, disse Paulo Portas à margem do 38º Congresso das Agências de Viagem. 

No entanto, sublinhou que “Portugal não ée a Grécia e garanto-vos que nenhum país gostaria de estar na situação em que se encontram os gregos". 

O Presidente Cavaco Silva defendeu esta semana que Portugal deveria ver reduzida a comissão que paga pelos empréstimos europeus e ter um alargamento do prazo de reembolso.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI