Orçamento do Estado PCP reserva voto do OE para depois da entrega do documento

PCP reserva voto do OE para depois da entrega do documento

O PCP não adianta, para já, qual o sentido de voto que vai assumir no Orçamento do Estado para este ano, apesar de ter mantido conversas com o Governo sobre o mesmo documento.
PCP reserva voto do OE para depois da entrega do documento
Miguel Baltazar/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 03 de fevereiro de 2016 às 14:19

"A apreciação fica para um momento mais à frente quando for conhecido o Orçamento do Estado e for avaliado em todas as dimensões", disse o líder parlamentar comunista, João Oliveira, aos jornalistas, depois de um encontro com o Governo.


O deputado do PCP afirmou, porém, que na reunião o que foi transmitido pelo Executivo é que a posição conjunta assumida entre comunistas e socialistas - e que permitiu viabilizar o Executivo - "terá tradução no Orçamento do Estado".


João Oliveira considerou "inaceitável" a "chantagem" que Bruxelas está a fazer sobre Portugal e adiantou que a questão do saldo estrutural (que levantou dúvidas a Bruxelas) "continua em cima da mesa".


Para o debate do Orçamento do Estado, o PCP prometeu recuperar propostas já feitas, que tributem quem mais pode pagar. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI