Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pedidos relativos a 233 mil dias de baixa chegaram incompletos à Segurança Social

Marco António Costa confirmou aos deputados que está em curso uma investigação em articulação com o Ministério da Saúde e a Polícia Judiciária.

Bruno Simão/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...

Ao longo do ano passado, o sistema informático que faz a articulação entre as unidades de saúde e a Segurança Social registou 11.713 certificados de incapacidade temporária, relativos a 233 mil dias de baixa, que estavam incompletos, por não indicarem o código das unidades de saúde.

 

Destes, 4.873 atestados, equivalentes a cerca de 53 mil dias de baixa, não apresentavam o código da cédula profissional do médico.

 

Os dados foram apresentados esta terça-feira pelo secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa, aos deputados, para ilustrar as suspeitas relativas a baixas fraudulentas.

 

O Governo confirma que está em curso uma investigação, em colaboração com a Polícia Judiciária, para investigar estes casos, notícia avançada esta segunda-feira pelo “Correio da Manhã”.

 

“Seremos intransigentes com este tipo de situações”, afirmou o secretário de Estado, na Comissão de Segurança Social e Trabalho, onde está a ser ouvido.

Ver comentários
Saber mais Marco António Costa baixas Segurança Social
Outras Notícias