Política Pedro Marques: Direita "diz Sócrates" quando coisas "lhe correm mal"

Pedro Marques: Direita "diz Sócrates" quando coisas "lhe correm mal"

"Quando não tem mais nada para dizer, a direita diz 'Sócrates'. É o habitual na direita", diz Pedro Marques.
Pedro Marques: Direita "diz Sócrates" quando coisas "lhe correm mal"
Miguel Baltazar
Lusa 13 de maio de 2019 às 12:03

O cabeça de lista do PS às eleições europeias, Pedro Marques, criticou hoje a direita por aludir ao ex-primeiro ministro socialista José Sócrates, contra a sua candidatura, sempre que "as coisas lhe estão a correr mal", e mostrou-se orgulhoso do seu percurso.

 

"Quando não tem mais nada para dizer, a direita diz 'Sócrates'. É o habitual na direita. A direita, quando as coisas lhe estão a correr mal, diz a palavra 'Sócrates', eu tenho um orgulho enorme do meu trabalho em toda a minha vida política", declarou, no dia de arranque oficial da campanha.

 

Em declarações aos jornalistas após uma visita à Santa Casa da Misericórdia de Bragança, o ex-secretário de Estado da Segurança Social no Governo de José Sócrates, entre 2005 e 2011, enumerou vários projetos de cariz social em que esteve envolvido, no seu percurso político.

 

Pedro Marques lembrou os tempos em que foi vereador no Montijo, quando conseguiu abrir uma casa para vítimas de violência doméstica, "contra um Governo de Direita que não queria distribuir os fundos" para desbloquear o projeto.

 

Recordou também o lançamento do programa Pares, durante a governação de José Sócrates, "que criou 400 creches no país e centenas de lares, a criação do complemento solidário para idosos, e a retirada dos fundos do Quadro Comunitário de Apoio da "estagnação".

 

"O meu património é conhecido, tenho muito trabalho feito em todo o meu percurso político e essa deve ser a medida para os portugueses olharem para este cabeça de lista do PS e para comparar com a falta de trabalho do cabeça de lista da direita", concluiu.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI