Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo perde mais de 4% com aumento das reservas

Os preços do petróleo acentuaram a tendência de queda depois de ter sido conhecido que as reservas de crude aumentaram mais do que o esperado e que as de gasolina contrariaram as previsões de queda e registaram um aumento.

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 01 de Outubro de 2008 às 16:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
Os preços do petróleo acentuaram a tendência de queda depois de ter sido conhecido que as reservas de crude aumentaram mais do que o esperado e que as de gasolina contrariaram as previsões de queda e registaram um aumento.

O West Texas Intermediate (WTI), em Nova Iorque, perdia 4% para os 96,62 dólares por barril e em Londres o Brent do mar do Norte, que serve de referência à economia portuguesa, desvalorizava 4,67% para os 93,60 dólares.

As reservas de crude e de gasolina da semana passada nos EUA aumentaram, anunciou o Departamento de Energia, que revela ainda que os inventários de produtos destilados, que englobam o gasóleo rodoviário e para aquecimento, caíram no mesmo período, segundo a Bloomberg.

As reservas de crude na semana passada, aumentaram em 4,278 milhões de barris quando os analistas contactados pela agência noticiosa norte-americana esperavam um crescimento de 2,750 milhões.

Já os inventários de gasolina contrariaram as expectativas dos analistas, que estimavam uma queda de 2,05 milhões de barris. No entanto os dados mostram um aumento de 901 mil barris.

No que diz respeito aos “stocks” de produtos destilados, estes mostraram uma queda mais acentuada do que a esperada. Na semana passada verificou-se uma redução de 2,359 milhões de barris quando os analistas apontavam para uma queda de 1,5 milhões.

O petróleo já negociava em queda antes da divulgação das reservas norte-americanas pressionado pelos receios de que a economia norte-americana entre em recessão, prejudicando a procura por combustíveis por parte do maior consumidor de gasolina do mundo.

Ver comentários
Outras Notícias