Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Petróleo recupera de mínimos de sete meses

A matéria-prima está a negociar em alta, em ambos os mercados de referência, depois da queda superior a 3% que registou ontem.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 11:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) soma 0,42% para os 88,19 dólares por barril. Em Londres, o Brent, que serve de referência às importações portuguesas, valoriza 0,47% para os 103,96 dólares por barril.

Ontem, o petróleo desvalorizou mais de 3% nos mercados internacionais, tocando no valor mais baixo em sete meses, em Londres. Em Nova Iorque, o WTI prepara-se para fechar o mês de Maio com a maior queda mensal em mais de três anos.

A penalizar o “ouro negro” estiveram os receios em torno do agravar da crise da dívida soberana na Zona Euro, nomeadamente com a intensificação das preocupações em relação a Espanha e à Grécia.

A especulação de que a Grécia venha a abandonar a Zona Euro e de que Espanha possa ser forçada a pedir ajuda externa, pelos problemas do sector financeiro e pelo endividamento das regiões autónomas, foram responsáveis pela queda dos mercados accionistas na sessão de ontem, o que acabou por “contagiar” a matéria-prima.

Hoje, os preços estão a recuperar, seguindo o comportamento das principais bolsas europeias. Os investidores estarão pendentes da publicação de dados económicos, nomeadamente aqueles que se referem ao mercado de trabalho nos Estados Unidos, que serão conhecidos ao início da tarde.

Também a variação cambial pesa neste comportamento positivo, com o dólar a perder terreno face ao euro e a aumentar a atractividade do investimento em matérias-primas denominadas na moeda norte-americana. O euro sobe 0,46% para os 1,2424 dólares.
Ver comentários
Saber mais matérias-primas petróleo WTI Brent crude Grécia Espanha euro dólar crise da dívida soberana
Outras Notícias