Mundo PIB da China poderá superar o da Zona Euro já este ano

PIB da China poderá superar o da Zona Euro já este ano

A China está prestes a ultrapassar a economia da Zona Euro este ano, naquele que é já apelidado como o “século asiático”, de acordo com a Bloomberg.
PIB da China poderá superar o da Zona Euro já este ano
reuters
Raquel Murgeira 07 de março de 2018 às 16:18

O produto interno bruto da China deverá atingir cerca de 13,2 biliões de dólares (10,6 biliões de euros) em 2018, superando o total combinado dos 19 países da Zona Euro de 12,8 biliões de dólares. Por sua vez, em 2017, a Zona Euro tinha um PIB combinado superior em 200 mil milhões de dólares ao da China, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

A economia chinesa "vai ultrapassar [a da Zona Euro] e depois persistir", afirma David Mann, economista chefe da Standard Chartered Bank. E acrescenta que "o funcionamento do sistema económico, das infra-estruturas institucionais, da educação e de outras infra-estruturas tem vindo a mover-se a favor da Ásia".


Já em 2016, a Ásia, incluindo potências como o Japão e a Índia, bem como países emergentes, como as Filipinas e a Indonésia ultrapassaram as economias combinadas da América do Norte e do Sul, segundo dados da Bloomberg.

Estima-se que a China deva crescer a um ritmo de pelo menos 6% no resto desta década. O economista, David Mann, citado pela Bloomberg, acredita que na próxima década a China irá manter um ritmo de crescimento entre os 5% e os 5,5% em comparação com o crescimento da Zona Euro que não irá ultrapassar os 2%.

Embora seja difícil comparar dados de crescimento por períodos grandes de tempo, é possível afirmar que a última vez que a economia da China ofuscou a Europa foi em meados dos anos 1800, disse Aditya Bhave, economista do Bank of America Merrill Lynch, citando números compilados pela Universidade de Groningen, na Holanda.

A trajectória ascendente da China ajudaria a economia global a regressar a um estado que persistiu ao longo de quase toda a história: a China sendo superior à economia da Zona Euro. No entanto, nos últimos 150 anos esta tendência inverteu-se com as economias ocidentais a superarem as economias do Oriente, afirma David Mann.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 07.03.2018

Ó meu menino, quem és tu para insinuar o que quer que seja, se nem uma frase sem erros és capaz de escrever?! Onde está essa moral?
Antes de comentar e insinuar o que quer que seja, pense se o que vai dizer trás algum valor para as pessoas que o vão ler.
Obrigado

General Ciresp 07.03.2018

Oh minha rica menina vou perguntar a tua Mae se tu foges a escola.O pib da zona euro e uma ilusao:tirando os paises nordicos,Espanha e Franca,o resto e encontrarem consensos para destribuir o MODICO 2020 la como eles lhe chamam.Enquanto q a China vive numa MANSAO ENORME sozinho,nos vivemos AMONTUADO

pub