Zona Euro Podem contar com Portugal neste momento importante, diz Marcelo a Tsipras

Podem contar com Portugal neste momento importante, diz Marcelo a Tsipras

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta terça-feira perante o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, que a Grécia "pode contar com Portugal neste momento importante de preparação do futuro".
Podem contar com Portugal neste momento importante, diz Marcelo a Tsipras
Simela Pantzartzi/EPA
Lusa 13 de março de 2018 às 13:46
Durante um encontro com Alexis Tsipras, na residência oficial do primeiro-ministro grego, em Atenas, em declarações captadas pelas televisões, Marcelo Rebelo de Sousa saudou a Grécia "pela forma corajosa e resistente como tem enfrentado desafios, vários dos quais Portugal também já defrontou".

"Estamos, no fundo, a três meses de um momento histórico importante para a Grécia, e a Grécia sabe que pode contar com Portugal neste momento que é um momento importante de preparação do futuro", acrescentou.

O chefe de Estado português já se tinha referido à conclusão do actual programa de assistência financeira à Grécia, hoje de manhã, quando foi recebido pelo Presidente da República Helénica, Prokopios Pavlopoulos.

"Animam-me imenso as perspectivas que se abrem para a economia e para a sociedade gregas", declarou, na altura.

No encontro com Alexis Tsipras, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que esta sua visita de Estado acontece depois de deslocações oficiais do primeiro-ministro português, António Costa, à Grécia e do primeiro-ministro e do Presidente da Grécia a Portugal.

"[Estas visitas] significam que estamos juntos a combater por uma Europa mais justa, mais defensora da dignidade das pessoas e mais virada para o futuro", considerou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, os Estados de Portugal e da Grécia e os seus povos têm "muito forte e muito natural" e entre os respectivos presidentes da República e governos existe "uma relação muito boa".

"Somos democracias, Estados sociais, europeus - europeus do sul, mas tendo uma visão ampla da Europa que nos permite um diálogo e haver convergência com outros Estados europeus na defesa dos mesmos princípios", descreveu.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 13.03.2018

Em comparação com Marcelo e o seu governo das esquerdas unidas, Obama foi um fanático ultra neoliberal: "Job shifts under Obama: Fewer government workers, more caregivers, servers and temps" www.pewresearch.org/fact-tank/2015/01/14/job-shifts-under-obama-fewer-government-workers-more-caregivers-servers-and-temps/ Os norte americanos podem dizer: "Obrigado Obama", do mesmo modo que os portugueses podem dizer: "Obrigado troika".

pertinaz 13.03.2018

TSIPRAS... UM CANHOTO QUE VIROU À DIREITA...

pub