Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portas desafia PS e PSD a esclarecerem o que querem fazer dos gestores públicos

O líder do CDS-PP desafiou hoje PS e PSD a dizerem o que querem fazer dos gestores públicos.

Lusa 24 de Maio de 2011 às 07:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
O líder do CDS-PP, Paulo Portas, desafiou PS e PSD a dizerem o que querem fazer dos gestores públicos, defendendo limites nos salários e indemnizações e o fim da acumulação de remunerações por cargos em várias empresas públicas.

"Podem PS e PSD dizer-nos por caridade o que querem fazer dos gestores públicos? É que nos últimos dois anos, estranhamente, o número de empresas públicas aumentou, o número de gestores públicos aumentou e a verba gasta pelo contribuinte com salários de gestores públicos aumentou exponencialmente", afirmou Paulo Portas.



Num comício em Vila Nova de Famalicão, Portas inaugurou uma serie de perguntas a fazer a PS e PSD, porque, justificou, "o país tem que discutir matérias que são difíceis e que têm que ser decididas depois de 5 de Junho, na medida da força que cada um tiver no dia 5 de Junho".

As questões são essencialmente dirigidas ao PSD, já que, afirmou "o PS não ganha".

"Defendo que deve haver um limite nos salários dos gestores públicos, que não pode haver prémios para gestores públicos nas empresas publicas falidas, que as indemnizações pagas aos gestores por incompetência não são indemnizações especiais, são as da lei geral", afirmou.

O líder democrata-cristão defendeu ainda "que não podem andar a acumular salários, mais salários, mais salários, na empresa mãe, na empresa filha e na empresa neta, porque são todas do Estado, todas da mesma raiz e todas pagas pelo contribuinte".

Os princípios são válidos para empresas públicas, regionais e municipais, "porque é tudo Estado e sobretudo é tudo pago pelo contribuinte".

Ver comentários
Saber mais Paulo Portas gestores públicos
Outras Notícias