Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portas lamenta não poder falar de impostos nem de agricultura com Sócrates

Os dois temas foram retirados por consenso, entre o CDS-PP e o PS, do "menú" do primeiro frente-a-frente televisivo, que será transmitido esta noite na TVI.

Negócios negocios@negocios.pt 02 de Setembro de 2009 às 14:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O líder do CDS-PP, Paulo Portas, lamentou hoje que o frente-a-frente com o secretário-geral do PS, José Sócrates, não inclua os temas da agricultura e impostos, afirmando que encontrará ocasião de os discutir.

"Tenho imensa pena que não seja debatida a agricultura nem os impostos", afirmou Paulo Portas, após questionado sobre os temas que ficarão de fora do primeiro frente-a-frente televisivo entre líderes partidários na pré-campanha eleitoral.

Portas, que falava à margem de uma visita à Associação dos Deficientes das Forças Armadas, acrescentou esperar que o debate, conduzido pela TVI, seja esclarecedor e disse que encontrará outras ocasiões de debater os impostos e a agricultura.

Paulo Portas e o primeiro-ministro, José Sócrates, estreiam hoje os debates frente-a-frente entre os líderes partidários nas televisões. Fonte do CDS-PP às legislativas disse à Lusa que no debate de hoje à noite, com 45 minutos, serão discutidos os temas da economia, desemprego, políticas sociais, segurança, educação e actualidade política.

Os temas foram acertados por consenso entre as candidaturas do CDS-PP e do PS e com a TVI, a partir de uma proposta daquela estação televisiva, que incluía inicialmente a questão dos impostos, de acordo com a mesma fonte.
Ver comentários
Outras Notícias