Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portas queixa-se da injustiça na distribuição de sacrifícios pedidos aos portugueses

O twitter oficial do CDS-PP citou o líder do partido a reprovar a poupança no abono de família e os 500 milhões de euros de financiamento para o rendimento mínimo.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 16 de Outubro de 2010 às 01:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Paulo Portas criticou a justiça na distribuição dos “sacrifícios pedidos às pessoas” e a ausência de indicações da quantidade de empresas públicas a reduzir, segundo cita o Twitter oficial do CDS-PP.

“Como é que querem poupar 250 milhões de euros no abono de família daqueles que trabalham e continuar a pôr 500 milhões de euros no rendimento mínimo”, cita o líder do partido de direita português.

Além disso, fala ainda das “pequenas” pensões de 200 e 245 euros que ficam congeladas e a dos gestores públicos que “têm o descaramento de aumentar o seu salário para 6 ou 7 mil euros”.

Portas comentou o facto de o aumento de impostos ser algo recorrente para o Governo, postura diferença da das empresas públicas, “que continuam à vontade”.

O deputado promete que vai continuamente preocupar-se com as questões que afectam a classe média e aqueles que considera “mais pobres”.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias