Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal foi o 7.º país da UE onde os preços das casas mais subiram no final de 2020

Já no espaço da última década, isto é, entre 2010 e 2020, Portugal foi o 12.º país onde os preços das casas mais subiram.

Em ano de pandemia, o investimento em habitação na capital caiu 13,5%. A queda é explicada, sobretudo, pelo mercado nacional.
João Cortesão
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 08 de Abril de 2021 às 10:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
Portugal foi o sétimo país onde os preços das casas mais subiram no quarto trimestre do ano passado, em comparação aos mesmos meses do ano anterior, de acordo com os dados publicados esta quinta-feira, 8 de abril, pelo gabinete de estatística europeu, o Eurostat.

Os preços das casas em Portugal aumentaram 8,6% no quarto trimestre de 2020, se a comparação for feita com o mesmo trimestre de 2019. Os imóveis lusos ocupam assim o sétimo lugar da tabela, cujo "pódio" é ocupado pelo Luxemburgo, que lidera com uma subida de 16,7%, seguido da Dinamarca, onde os preços aumentaram 9,8%, e finalmente a Lituânia, cujo registo está nos 9,4%. 

Já no espaço da última década, isto é, entre 2010 e 2020, Portugal foi o 12.º país onde os preços das casas mais subiram.

No cômputo geral do bloco europeu, o aumento no preço das casas foi de 28,6%, e nas rendas cifrou-se em 14,9%, na década que terminou em 2020. Comparando o quarto trimestre do ano transato com o mesmo período em 2010, os preços das casas aumentaram mais do que os das rendas em 18 Estados membros. 

Os preços das casas subiram em 23 dos 27 países que compõem a União Europeia, tendo descido em apenas quatro. A exceção recaiu sobre a Grécia, onde os imóveis desvalorizaram 28,1%, Itália, onde caíram 15,2%, Espanha, com uma descida de 5,2% e finalmente no Chipre, onde o deslize foi de 3,4%.

O país onde as casas valorizaram mais substancialmente foi a Estónia: dispararam 112,8%. Seguiram-se o Luxemburgo e a Húngria, onde o valor saltou, respetivamente, 99,8% e 90,8%.
Ver comentários
Saber mais imobiliário Portugal europa Eurostat estatística preços das casas
Outras Notícias