Emprego Portugal tem o quinto maior crescimento do emprego na UE

Portugal tem o quinto maior crescimento do emprego na UE

A economia nacional foi a quinta que mais novos empregos gerou na União Europeia durante o primeiro trimestre, nota o Eurostat. Já em comparação com o último trimestre de 2017, Portugal consegue ser o terceiro que mais cresce.
Portugal tem o quinto maior crescimento do emprego na UE
Bruno Simão/Negócios
Ana Batalha Oliveira 13 de junho de 2018 às 10:59

O emprego em Portugal cresceu 3,2% nos primeiros três meses do ano, divulgou o Eurostat, o gabinete de estatística europeu. Esta percentagem coloca o território nacional em quinto na lista dos países da União Europeia (UE) que mais geraram emprego no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

À frente de Portugal seguem Malta (5,3%), Croácia (4,6%), Chipre (4%) e Luxemburgo (3,7%).

Já em cadeia, ou seja, em relação aos últimos três meses de 2017, Portugal apresentou uma subida de 1%. O país consegue subir ao terceiro lugar do pódio, mas partilha-o com outros dois Estados membros: Luxemburgo e Croácia. Mais uma vez Malta supera o território nacional nesta matéria, com um aumento de 1,3% em relação ao trimestre anterior, mas é a Roménia que leva a melhor nesta análise, avançando 1,9%.

A nota mais negativa da União Europeia vai para a Estónia, o único país onde houve uma redução em relação ao final de 2017, onde o emprego diminuiu 1,4%. A Bulgária e a Lituânia não viram alterações no nível de emprego.

Em termos agregados, "estes são os maiores níveis de emprego alguma vez registados" tanto no total do bloco como nos países da Zona Euro. No primeiro trimestre, em comparação com o anterior, o emprego tanto na Zona Euro como na União Europeia cresceu 0,4%. Já em relação ao ano anterior, a subida é de 1,4%, uma aceleração menor do que a dos últimos três meses de 2017.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Carla Há 5 dias

Emprego?
Biscates a falsos recibos verdes.
Com ordenados que são autênticas esmolas.
Deixem de ser vigaristas.

Anónimo Há 5 dias

Com tanto emprego e a Universidade de Aveiro a oferecer 120€/Mês? E o Costa, AR, e o PR não esclarecem estas potênciais aldrabices?! Pobre povo condenado: Ou no fogo ou na limpeza!

pub