Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal com vigilância reforçada após atentados em Londres

Portugal reforçou a vigilância nas fronteiras, aeroportos, transportes e em algumas embaixadas, na sequência dos atentados terroristas de hoje em Londres, disse à Lusa o secretário-geral do Gabinete Coordenador de Segurança.

Negócios negocios@negocios.pt 07 de Julho de 2005 às 14:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Portugal reforçou a vigilância nas fronteiras, aeroportos, transportes e em algumas embaixadas, na sequência dos atentados terroristas de hoje em Londres, disse à Lusa o secretário-geral do Gabinete Coordenador de Segurança.

Segundo o general Leonel Carvalho, o reforço abrangeu as fronteiras terrestres, incluindo maior contacto com as autoridades espanholas, e ainda aeroportos, algumas embaixadas e meios de transporte, em particular o metropolitano de Lisboa.

Relativamente às embaixadas, adiantou, foi reforçada a vigilância sobretudo nas representações diplomáticas dos países que compõem o G8: Reino Unido, França, Estados Unidos da América, Alemanha, Japão, Canadá, Itália e Rússia.

O general explicou que as medidas tomadas na sequência dos atentados são as normais neste tipo de situações.

Ainda segundo o general Leonel Carvalho, após os atentados, a Unidade de Coordenação de Informação Anti-Terrorista, constituída por diversas forças de segurança portuguesas, reuniu-se de imediato nas instalações da Policia Judiciária.

Nessa reunião, explicou, foi feita a partilha e a análise de toda a informação proveniente das forças de segurança estrangeiras.

Quatro explosões quase simultâneas fizeram hoje numerosas vítimas em seis estações do metropolitano londrino e num autocarro, tendo o governo britânico admitido que se tratou de ataques terroristas.

Outras Notícias