Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal "tem a capacidade de enfrentar as condições actuais mais exigentes dos mercados financeiros"

Teixeira dos Santos, em Bruxelas, onde hoje participa na reunião dos ministros das Finanças da Zona Euro, volta a afastar recurso a Fundo Europeu de Estabilização Financeira.

Lusa 16 de Novembro de 2010 às 08:31
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, garantiu ontem à noite, em Bruxelas, que Portugal irá continuar a financiar-se nos mercados internacionais e afastou o recurso ao fundo europeu de emergência.

O responsável português fez este esclarecimento depois de as suas declarações ao jornal britânico Financial Times terem sido interpretadas como tendo admitido que Portugal tinha aberto a possibilidade de recurso iminente à ajuda europeia.

"Eu queria tornar claro que nada nas declarações que fiz ao Financial Times indica a admissão dessa possibilidade", insistiu Fernando Teixeira dos Santos.

O ministro das Finanças afirmou esta manhã ao jornal britânico que o risco de Portugal recorrer ao apoio financeiro da União Europeia "é elevado", por se tratar de um desafio à estabilidade da Zona Euro.

"O risco é elevado porque não estamos a enfrentar um problema nacional ou de um país isolado. São os problemas de Grécia, Portugal e Irlanda. Este não é um problema apenas deste país", afirmou Teixeira dos Santos.

O responsável pelas Finanças portuguesas sublinha que Portugal "tem a capacidade de enfrentar as condições actuais mais exigentes dos mercados financeiros", atendendo a que a taxa de juro médio dos empréstimos contraídos está apenas nos 3,6%, o que considerou ser "relativamente baixo".

O ministro realçou ainda que a dívida pública portuguesa tem procura suficiente nos mercados financeiros. "Portugal vai continuar a ir ao mercado e vai continuar firme numa orientação de política orçamental que visa a consolidação das finanças públicas, a redução do défice para 7,3 por cento do PIB este ano" e 4,6 em 2011, declarou Teixeira dos Santos.

Também ontem, o porta-voz do comissário europeu dos Assuntos Económicos e Monetários garantiu que Portugal não pediu ajuda para suportar o aumento dos juros da dívida, sublinhando que é "pura especulação" tudo o que se está a passar, incluindo a possível activação do Fundo de Estabilização Financeira por parte da Irlanda.

Os ministros das Finanças da Zona Euro irão analisar a situação económica e financeira dos seus membros quando se reunirem na terça feira em Bruxelas.



Ver comentários
Saber mais Teixeira dos Santos Bruxelas FMI
Outras Notícias