Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal tem de crescer 1,8% no segundo semestre para o Governo cumprir as previsões

A economia portuguesa tem de crescer 1,8% no segundo semestre, face a igual período de 2006, para o Governo conseguir cumprir a sua previsão de crescimento no final do ano, segundo cálculos da Lusa com base nos dados do Instituto Nacional de Estatísticas

Negócios com Lusa 15 de Agosto de 2007 às 13:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A economia portuguesa tem de crescer 1,8% no segundo semestre, face a igual período de 2006, para o Governo conseguir cumprir a sua previsão de crescimento no final do ano, segundo cálculos da Lusa com base nos dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

A previsão do Executivo que consta do Orçamento do Estado para 2007 aponta para um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,8% este ano, face a 2006. Ontem o INE revelou que a economia nacional cresceu 0,4% no segundo trimestre do ano face aos três meses anteriores.

Estes dados significariam, usando os dados do PIB em volume disponíveis até ao final do primeiro trimestre, que nos dois primeiros trimestres do ano a riqueza produzida tinha sido de 65,29 mil milhões de euros.

O crescimento de 1,8% esperado pelo Governo para o conjunto deste ano equivale a uma riqueza produzida de 130,9 mil milhões de euros. Assim, e tomando por base um PIB de 2006 de 128,6 mil milhões de euros, para se cumprir a meta governamental para 2007, a economia portuguesa terá de produzir 65,7 mil milhões de euros entre Julho e Dezembro.

Ou seja, o PIB terá de crescer 1,81% no segundo semestre deste ano, face a igual período de 2006, depois de na primeira metade do ano ter crescido 1,79%.

Outras Notícias