União Europeia Powell defende “aumentos graduais” dos juros nos EUA

Powell defende “aumentos graduais” dos juros nos EUA

O novo presidente da Reserva Federal (Fed) considera que a melhor forma de responder à actual conjuntura é prosseguir com uma política de subida gradual dos juros nos EUA. Mesmo que o contexto seja de um crescimento económico forte e de preços no consumidor mais altos.
Powell defende “aumentos graduais” dos juros nos EUA
Reuters
Sara Antunes 27 de fevereiro de 2018 às 14:02

"Algumas das contrariedades que a economia dos EUA enfrentou nos anos anteriores transformaram-se em pontos positivos", salientou Jerome Powel no seu primeiro discurso enquanto presidente da Fed, no Congresso dos EUA. As declarações constam de um discurso escrito enviado pela Fed.

"A política orçamental tornou-se mais estimulante e a procura estrangeira por exportações dos EUA está numa trajectória firme", acrescentou, fazendo desta forma um enquadramento sobre a situação actual da economia americana.  

 

"Mais aumentos graduais" das taxas de juro dos EUA "vão promover melhor" o objectivo do banco central de máximo emprego e preços estáveis, sublinhou. Com a Bloomberg a realçar que Powell usou por várias vezes a expressão "aumentos graduais".

 

"Antecipamos que a inflação numa base a 12 meses suba, este ano, e estabilize em torno do objectivo da Fed de 2% no médio prazo", acrescentou.

"Nos próximos anos, a Fed vai continuar a tentar um equilíbrio entre evitar uma economia sobreaquecida e levar a inflação para 2% numa base sustentável", adiantou o mesmo responsável.

Os investidores aguardavam por este discurso para tentarem retirar alguns sinais sobre a evolução da política monetária nos EUA. A abertura de Wall Street dará mais pistas sobre como os investidores estão a receber o primeiro discurso de Powell.




Saber mais e Alertas
pub