Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Praet: "Um corte de juros continua no arsenal" do BCE

O economista-chefe do BCE reconhece que o crescimento da Zona Euro continua fraco. E não põe de parte um corte de juros, "corrigindo" a frase de Draghi que "assustou" os mercados.

Bruno Simão/Negócios
Paulo Moutinho 18 de Março de 2016 às 09:22
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O Banco Central Europeu (BCE) cortou todas as taxas na última reunião, mas Mario Draghi "assustou" os investidores ao afirmar que não via necessidade de novas descidas. Peter Praet, economista-chefe do BCE, diz que essa é uma possibilidade caso o ritmo de crescimento da economia abrande. Está no "nosso arsenal", diz.

"Ainda não atingimos o nosso mínimo", disse Praet, membro do conselho executivo do BCE, que é também economista-chefe da autoridade monetária da Zona Euro, numa entrevista ao La Repubblica, citada pela Bloomberg.


"Se novos choques vierem piorar as perspectivas ou as condições de financiamento não se ajustarem na medida em que é necessário para puxar pela economia e a inflação, um corte de juros continua no nosso arsenal", diz.


Na reunião do início deste mês, o BCE baixou a taxa de referência para 0%, levando a taxa de depósitos para -0,4%. Ao mesmo tempo, aumentou o valor das compras de activos de 60 para 80 mil milhões de euros mensais. E anunciou mais crédito para a banca financiar a economia.


Praet considera que este pacote de medidas "faz sentido do ponto de vista economia" e terá de se manter até que a inflação na Zona Euro atinja um caminho sustentável rumo à meta de quase 2%. "Tem de ser sustentável", diz Praet. A taxa foi de -0,2% em Fevereiro.

Ver comentários
Saber mais juros taxas BCE Draghi crédito economia inflação
Outras Notícias