Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

«Pré-preenchimento oculto» emitiu 300 mil alertas de erro

Para quem optou pela Net para entregar as declarações de IRS, este ano o sistema tinha uma novidade: o chamado «pré-preenchimento oculto», com base nas informações já detidas sobre rendimentos e retenções na fonte que o Fisco obtém de entidades terceiras.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 25 de Maio de 2006 às 07:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Para quem optou pela Net para entregar as declarações de IRS, este ano o sistema tinha uma novidade: o chamado «pré-preenchimento oculto», com base nas informações já detidas sobre rendimentos e retenções na fonte que o Fisco obtém de entidades terceiras. De acordo com os dados oficiais ontem divulgados pelas Finanças, foram emitidos cerca de 300 mil alertas, «sendo que na maioria dos casos os contribuintes corrigiram as suas declarações, ascendendo o número de declarações corrigidas, e portanto submetidas já sem qualquer alerta, a 200 mil».

Apesar dos alertas, muitos contribuintes optaram por, assim mesmo, submeter as suas declarações, considerando «que o erro não era seu, mas das entidades devedoras/pagadoras», pelo que, posteriormente, acabaram por ser entregues mais 35 mil declarações de modelo 10 de substituição.

A Administração Fiscal recebeu este ano mais 357.219 declarações de IRS Modelo 3 do que no ano passado. No total foram recepcionadas 4.291.637, mais 9,1% do que 2005. Um indício de que os contribuintes estão mais cumpridores, uma vez que estas estatísticas respeitam apenas à declarações entregues dentro do prazo.

A Internet é cada vez mais  o meio preferido para apresentar as declarações: 48% dos sujeitos passivos optaram pelo «online», o que compara com 37% em 2004. No entanto, foram sobretudo os contribuintes da segunda fase (trabalhadores independentes) que aderiram às novas tecnologias – 72% das declarações foram recepcionadas por esta via. Este balanço foi ontem divulgado pelas Finanças, que sublinham «o aumento do cumprimento voluntário e de forma atempada das obrigações declarativas, e uma cada vez maior adesão à Internet como via de entrega».

Outras Notícias