Função Pública Professores: "Não prescindimos de um dia que seja"
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Professores: "Não prescindimos de um dia que seja"

As greves regionais marcadas para os próximos quatro dias só serão desconvocadas se o Governo considerar os "nove anos, quatro meses e dois dias" de trabalho em futuras progressões, diz Mário Nogueira. Fenprof admite negociar o ritmo e o calendário.
Professores: "Não prescindimos de um dia que seja"
Correio da Manhã
Catarina Almeida Pereira 12 de março de 2018 às 09:55

A longa reunião que em Novembro levou à assinatura de uma "declaração de compromisso" terminou por volta das cinco da manhã. A discussão com o Governo ter-se-á prolongado por causa de um artigo definido:

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 12.03.2018

Entretanto, dos EUA ao Reino Unido, há 3 anos que o número de funcionários do universo do Estado não se afasta dos mínimos históricos que já não se viam desde a década de 1960 no primeiro caso, e desde a Segunda Guerra Mundial no segundo. Assim se explica a riqueza e a pobreza das nações. https://blogs.wsj.com/economics/2014/11/07/the-federal-government-now-employs-the-fewest-people-since-1966/ https://www.thetimes.co.uk/article/job-cuts-to-shrink-civil-service-to-1940s-size-5blwv2z6qmd

comentários mais recentes
Camaradaverao75 12.03.2018

Este governo tem que devolver o que o Sócrates(PS) roubou aos FPublicos e reformados com continuação no gov. de Passos(PSD). Uma vez que acabou a crise(troika).

lucas 12.03.2018

A estratégia do PCP é sempre a mesma: ver se rebenta a economia para culpar a Europa. O mal dos professores chama-se Nogueira! Foi ele que andou nas escolas a prometer mundos e fundos e agora quer cumprir, pois os professores sempre estiveram mais interessados numa aposentação a tempo e horas e ele sempre insistiu que se ficassem subiriam na Carreira. Os euros das quotas foram a base da estratégia. Acontece que se todos progredirem, os que dão aulas e os que não dão, a despesa pública subirá em flecha. A maioria dos professores passará e receber mais de 300 euros por mês. É o caso do Nogueira! É fazer as contas!

joao 12.03.2018

Toda a gente da função publica foi t penalizada nos últimos anos. Muito. Agora isso não significa q este GOVERNO q tem devolvido mts direitos perdidos q consiga dar o tempo passado para progressão. Isso não. As pessoas têm d aceitar isso (se tiverem bom senso). E o Costa não pode claudicar aqui

Anónimo 12.03.2018

Sindicalistas e sindicalizados defensores do excedentarismo e do sobrepagamento bem acima do preço de mercado, ganhem juízo. A troika andou por cá a pagar-vos os salários e pensões e a tentar chamar-vos à razão. Vocês são muitos e têm cabeça dura, mas sempre pode ocorrer uma próxima vez. O próximo resgate será muito menos brando.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub