Conjuntura Programa de Estabilidade “incorpora o excelente momento da economia portuguesa”

Programa de Estabilidade “incorpora o excelente momento da economia portuguesa”

Mário Centeno confirmou um crescimento económico de 1,8% este ano, o que representa uma revisão em alta face às últimas previsões, mas fica aquém daquilo que já antecipam alguns instituições.
Programa de Estabilidade “incorpora o excelente momento da economia portuguesa”
Nuno Aguiar 13 de abril de 2017 às 13:54

O ministro das Finanças anunciou esta tarde que o Governo espera um crescimento económico de 1,8% em 2017, o que representa uma revisão em alta de 0,3 pontos percentuais face aquilo que estava inscrito no Orçamento do Estado para 2017, apresentado em Outubro do ano passado.

 

"Estas projecções são marcadas por uma análise realista e cuidada aquilo que é toda a cenarização macroeconómica que apresentamos nos nossos documentos", afirmou Centeno, durante a conferência de imprensa, que se seguiu à reunião do Conselho de Ministros, onde foi aprovado o Programa de Estabilidade. "É um exercício que toma boa nota e incorpora o excelente momento que a economia tem vindo a registar. Esse excelente momento tem continuado e acelerado fortemente no primeiro trimestre."

 

Nas últimas semanas, instituições internacionais e nacionais mostraram-se progressivamente mais optimista em relação ao crescimento da economia nacional. A Universidade Católica, por exemplo, antecipa que o PIB avance 2,4%. A confirmar-se, será o crescimento mais elevado dos últimos dez anos.

 

Confrontado pelos jornalistas com o facto a nova previsão do Governo (1,8%) ficar aquém dessas estimativas, o governante diz que se deve "realçar esse facto", mas que isso apenas "denota a cautela e o realismo" das projecções do Executivo.

 

O Negócios já escreveu que ao longo da legislatura o Governo espera que o crescimento se aproxime dos 2%. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI