Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Projeto Balcão Company In vai facilitar "Empresa na Hora" para estrangeiros

O Instituto de Registos e Notariado (IRN) e a Autoridade Tributária (AT) assinaram hoje um protocolo para a atribuição do NIF a investidores estrangeiros e que visa facilitar a constituição da "Empresa na Hora", com benefícios para a economia.

Pedro Noel da Luz
Lusa 12 de Setembro de 2019 às 19:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Na sessão de apresentação do projeto Balcão Company IN /Empresa na Hora para Estrangeiros, realizada nas instalações do Registo Nacional de Pessoas Coletivas (RNPC), em Lisboa, estiveram presentes, entre outros responsáveis governamentais, a secretária de Estado da Justiça Anabela Pedroso e do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes.

 

Trata-se de um projeto conjunto entre a Portugal IN (estrutura que visa atrair para Portugal investimentos que pretendam permanecer na União Europeia após a saída do Reino Unido (Brexit) e os ministérios da Justiça, Finanças, Economia e Modernização Administrativa, destinado a capacitar os espaços da "Empresa na Hora" para apoiar empresas estrangeiras que queiram deslocar-se ou abrir sede em Portugal.

 

Em declarações à agência Lusa, Anabela Pedroso considerou a iniciativa como "extremamente importante e simbólica" por permitir que "qualquer empresa de língua estrangeira", nomeadamente inglesa, possa dirigir-se, mediante marcação, a um balcão único, sediado no RNPC, e constituir uma "Empresa na Hora", ou seja em cerca de 40 minutos.

 

Assim, basta ligar para um telefone fixo da RNPC e fazer o agendamento, ao mesmo tempo que o RNPC comunica à AT para que seja atribuído um NIF ao investidor estrangeiro que pretende criar a "Empresa na Hora", que pode ser, por exemplo, uma `start up´.

 

Segundo explicou Anabela Pedroso, uma vez atribuído o NIF, o cidadão/investidor estrangeiro pode criar a empresa, em 40 minutos, com confiança e segurança.

 

A secretária de Estado admitiu que o projeto hoje lançado já estava pensado há algum tempo, mas que avançou agora mais rapidamente por causa da questão do Brexit e da possibilidade de muitas empresas ingleses quererem deslocar-se para Portugal.

 

Esta iniciativa, observou, fomenta a competitividade do país, ao facilitar que empresas estrangeiras escolham Portugal como sede, sendo uma forma "simples, direta e segura", de criarem a sua empresa na hora, mas que, em média, é em apenas 40 minutos.

 

"Isto é muito importante para o empreendedorismo e para as `start up´ europeias pois já sabem que podem de uma forma rápida criar a sua empresa e o seu negócio em Portugal", sublinhou ainda.

 

Para concretizar este projeto, o RNPC, que funciona em Benfica, terá disponível atendimento em inglês e minutas bilingues, para auxílio no processo de constituição da empresa.

 

O projeto obedece, segundo o Governo, a uma estratégia de simplificação que tem vindo a ser implementada através dos programas Simplex e Justiça + Próxima.

 

Ver comentários
Saber mais Balcão Company Estado da Justiça Anabela Pedroso Empresa na Hora Estrangeiros Registo Nacional de Pessoas Coletivas Anabela Pedroso António Mendonça Mendes Portugal Brexit política
Mais lidas
Outras Notícias