Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS quer audição hoje "se possível" de Rocha Andrade sobre "fuga" dos 10 mil milhões

O PS quer ouvir "se possível ainda hoje" o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a "eventual falha política" ou "dos serviços" na "fuga" de 10 mil milhões de euros para paraísos fiscais sem tratamento tributário.

Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 23 de Fevereiro de 2017 às 14:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

É uma "eventual falha política" ou "dos serviços" da Autoridade Tributária e o "parlamento tem que ser esclarecido", disse o deputado do PS João Galamba, no final de uma reunião da bancada socialista, no parlamento.

 

O Público noticiou na terça-feira que quase 10 mil milhões de euros em transferências realizadas entre 2011 e 2014 para contas sediadas em paraísos fiscais não foram nesse período alvo de qualquer tratamento por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira, embora tenham sido comunicadas pelos bancos à administração fiscal, como a lei obriga.

 

O PS pediu a audição na comissão parlamentar de orçamento e finanças, com urgência, do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, PCP e BE pediram que se juntasse o ex-secretário de Estado da pasta no anterior governo PSD-CCS, Paulo Núncio. O PSD pediu também a audição dos dois responsáveis na comissão.

 

João Galamba afirmou ser necessário desligar este caso da fuga dos 10 milhões de euros do que está a ser feito por um grupo de trabalho, no parlamento, que está a analisar propostas quanto do tempo que leis relacionadas com o combate à "criminalidade económica financeira e fiscal".

 

O primeiro caso é sobre a aplicação da lei, o segundo relaciona-se com propostas, explicou, em discussão no grupo de trabalho e que ainda não têm forma de projecto, o que demorará ainda a acontecer.

 

Rocha Andrade manifestou-se na quarta-feira disponível para ir ao parlamento prestar esclarecimentos sobre fuga de capitais para paraísos fiscais.

 

"Se o parlamento confirmar essa convocatória, lá estarei para esclarecer todas as questões da informação de que disponho, sobre a situação que existia e sobre as decisões que este Governo foi tomando", afirmou o governante à margem do primeiro balanço Simplex+ 2016, quando questionado pelos jornalistas sobre a "fuga de dez mil milhões de euros" para paraísos fiscais.

 

Ver comentários
Saber mais deputado do PS João Galamba Rocha Andrade Autoridade Tributária e Aduaneira
Outras Notícias