Política PSD em peso na eleição de Cristas e saída de Portas

PSD em peso na eleição de Cristas e saída de Portas

A coligação está desfeita mas quatro nomes do topo do PSD vão ao congresso dos centristas que vai decidir a nova líder, Assunção Cristas. Passos Coelho, Teresa Leal Coelho, Luís Montenegro e Virgílio Macedo vão a Gondomar.
PSD em peso na eleição de Cristas e saída de Portas
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 10 de março de 2016 às 20:02

O Partido Social Democrata vai ter quatro nomes da cúpula no congresso do CDS-PP, no próximo domingo. É este o congresso que vai tornar Assunção Cristas, candidata única, na sétima líder do partido com assento parlamentar mais à direita em Portugal. Passos Coelho vai assistir à substituição de Paulo Portas, seu número dois no anterior Governo.

 

"O presidente do Partido Social Democrata, Pedro Passos Coelho, a vice-presidente, Teresa Leal Coelho, o líder parlamentar, Luís Montenegro, e o presidente da distrital do PSD do Porto, Virgílio Macedo, estarão presentes no 26º Congresso do CDS-PP", assinala uma nota de imprensa do PSD enviado às redacções esta quinta-feira, 10 de Março.

 

Os quatro responsáveis do PSD estarão em Gondomar (distrito do Porto, daí a presença de Virgílio Macedo) no domingo de manhã. E é a 13 de Março, pelas 9:00, que começam as eleições dos órgãos dirigentes do partido para o período entre 2016 e 2018. Os resultados são conhecidos pelas 12:30.

No dia anterior estarão em discussão dez moções de estratégia global no congresso. Quando anunciou a candidatura, em Janeiro, a antiga ministra da Agricultura afirmou que o "CDS nunca foi o partido de um homem só e não será de uma única mulher". 

 

Passos Coelho vai assim ao congresso do antigo partido de coligação, entretanto desfeita após a formação de um Governo socialista com o apoio dos partidos de esquerda, depois de o próprio ter sido reeleito como presidente do PSD na semana passada.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI