Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSD manifesta "apreensão" por declarações do ministro das Finanças ao Financial Times

O PSD manifestou ontem "apreensão" pelas declarações do ministro das Finanças ao jornal britânico Financial Times, que considerou que o risco de Portugal recorrer ao apoio financeiro da União Europeia "é elevado".

Lusa 16 de Novembro de 2010 às 08:32
  • Partilhar artigo
  • ...
"Sobre essa matéria, não querendo dizer muito, quero dizer que não deixo de salientar que essas declarações do senhor ministro das Finanças nos causam alguma apreensão", comentou o líder parlamentar do PSD, Miguel Macedo, questionado pelos jornalistas, no Parlamento.

Miguel Macedo ressalvou que "o PSD não quer, em relação a essa matéria, fazer nenhuma declaração que possa ainda fragilizar mais o país perante os mercados internacionais mais do que aquilo que já está".

Sobre o eventual recurso de Portugal ao apoio financeiro da União Europeia, o ministro das Finanças declarou ao Financial Times: "O risco é elevado, porque não estamos a enfrentar um problema nacional ou de um país isolado. São os problemas de Grécia, Portugal e Irlanda. Este não é um problema apenas deste país."

"Isto tem a ver com a Zona Euro e a estabilidade da Zona Euro e é por isso que o contágio nesta conjuntura é mais provável. Não é porque os mercados considerem que temos situações idênticas. São apenas semelhantes no que preocupa os mercados, mas, como eu disse, as situações são diferentes", acrescentou Teixeira dos Santos.

Entretanto, o ministro das Finanças afirmou, em Bruxelas, que Portugal vai continuar a financiar-se nos mercados internacionais e afastou o recurso ao fundo europeu de apoio às finanças.

"Eu queria tornar claro que nada nas declarações que fiz ao Financial Times indica a admissão dessa possibilidade", insistiu Teixeira dos Santos.





Ver comentários
Saber mais Financial Times PSD
Outras Notícias