Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSOE: Oposição tem possibilidades de forçar demissão de Mariano Rajoy

A vice-secretária-geral do maior partido da oposição de Espanha (PSOE), Elena Valenciano, afirmou esta segunda-feira que os partidos políticos têm "possibilidades" de forçar a demissão do primeiro-ministro, apesar da maioria absoluta do Partido Popular.

Bloomberg
Lusa 15 de Julho de 2013 às 10:20
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

As declarações da responsável do PSOE surgem um dia após o jornal espanhol “El Mundo” ter divulgado uma troca de mensagens escritas entre o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, e o ex-tesoureiro do PP Luis Bárcenas, suspeito de estar por detrás de uma esquema de pagamentos irregulares aos principais dirigentes do partido, entre 1990 e 2009, e que incluem o chefe do executivo espanhol.

 

O ex-tesoureiro encontra-se detido preventivamente desde 27 Junho e esta segunda-feira, 15 de Julho, será ouvido sobre o caso na Audiência Nacional, em Madrid.

 

Em entrevista à rádio espanhola Cadena Ser, Elena Valenciano considerou que a troca de mensagens, que indiciam que o primeiro-ministro manteve um contacto directo durante pelo menos dois anos com Luis Bárcenas, pedindo-lhe silêncio relativamente à contabilidade paralela no partido, são "evidências de encobrimento" de um criminoso.

 

A falta de confiança em Espanha "tem a ver com a continuação de Rajoy" no executivo, sustentou a responsável do PSOE, partido que no domingo - pela voz do seu secretário-geral, Alfredo Pérez Rubalcaba - voltou a exigir a demissão do primeiro-ministro espanhol e garantiu ter rompido "todas as relações com o PP".

 

Realçando que o caso Bárcenas está a causar um "dano incalculável" ao país em termos políticos, económicos e morais, Elena Valenciano anunciou que os socialistas estão a tentar encontrar uma saída, "não do ponto de vista partidário, mas em conjunto".

 

A responsável adiantou que nesse sentido o PSOE vai reunir-se com os restantes partidos com assento parlamentar, que, segundo a número dois do PSOE, têm várias opções para forçar a saída de Mariano Rajoy.

 

A responsável do PSOE não adiantou se vai ou não avançar com uma moção de censura contra Rajoy.

 

Em entrevista à rádio espanhola Catalunya Ràdio, o ex-deputado do Partido Popular (PP) Manuel Milián Mestre afirmou, por sua vez, que no partido "todos sabiam" do esquema de pagamentos ilegais.

 

O antigo membro executivo do PP entre 1989 e 2000 acrescentou, citado pela imprensa espanhola, que os deputados sabiam "que alguém" fazia esses pagamentos, mas não a "quantidade dos pagamentos nem quem os cobrava".

 

Segundo a imprensa espanhola, o primeiro-ministro poderá reagir esta segunda-feira aos novos desenvolvimentos do escândalo.

Ver comentários
Saber mais Mariano Rajoy PSOE Elena Valenciano Partido Popular Luis Bárcenas
Outras Notícias