Economia Quase 800 elementos do grupo terrorista Estado Islâmico fogem de campo de prisioneiros

Quase 800 elementos do grupo terrorista Estado Islâmico fogem de campo de prisioneiros

Campo de Ain Issa foi atacado pela Turquia e guardas não conseguiram travar a fuga.
Quase 800 elementos do grupo terrorista Estado Islâmico fogem de campo de prisioneiros
Sábado 13 de outubro de 2019 às 18:07

As autoridades curdas estimam que pelo menos 785 pessoas estrangeiras ligadas ao grupo terrorista Estado Islâmico – número da AFP - fugiram de um campo para prisioneiros no nordeste da Síria. Um ataque da Turquia lançou o caos no local e os guardas não conseguiram conter os fugitivos.

Segundo Rukmini Callimachi, correspondente do The NY Times especialista no Estado Islâmico, no campo de Ain Issa encontravam-se civis, apoiantes do EI e familiares de jihadistas. No Twitter, circulam vídeos de mulheres do grupo terrorista que fugiram com os seus filhos.

Já o Observatório Sírio dos Direitos Humanos estimou o número por baixo, para 100 fugitivos.

A ofensiva turca contra as Forças Democráticas da Síria, lideradas por curdos, arrancou na quarta-feira. Começou depois de Trump ter retirado as tropas norte-americanas da zona, o que alimentou o conflito entre a Turquia e as Forças Democráticas da Síria.

Ancara considera que as Unidades de Proteção Popular (YPG, forças armadas curdas que lutaram contra os jihadistas do EI) são um grupo terrorista ligado ao PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão, designado como ilegal pela Turquia). As YPG são um dos vários movimentos dentro as Forças Democráticas da Síria.

Pelo menos 130 mil pessoas tiveram que fugir ao conflito, para já.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI