Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quase metade dos médicos estrangeiros em Portugal trabalham no SNS

Os 4.192 profissionais de origem estrangeira representaram um novo máximo histórico em 2019. Os dados da Ordem mostram, por outro lado, centenas de novos certificados pedidos pelos clínicos portugueses para emigrar.

Negócios jng@negocios.pt 20 de Janeiro de 2020 às 10:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

No ano passado, 4.192 médicos de nacionalidade estrangeira prestaram cuidados de saúde em Portugal, sendo que quase metade (45%) exerceu funções em hospitais e centros de saúde do setor público.

 

Os dados da Ordem dos Médicos, citados pelo JN esta segunda-feira, 20 de janeiro, mostram que foi assim renovado o recorde deste tipo de profissionais estrangeiros a trabalhar no país, acima dos 4.083 no ano anterior e 8,8% acima do verificado no ano em que António Costa ascendeu ao poder.

 

Na última década, apenas entre 2012 e 2014, em pleno período de intervenção da troika, não aumentou a entrada de clínicos estrangeiros. Em termos de nacionalidades, Espanha (1.659) e Brasil (790) continuaram a ser as origens mais comuns em 2019, seguidas de Ucrânia, Itália, Cuba e Alemanha.

 

Por outro lado, continua a aumentar o número de médicos portugueses que optam por emigrar. Depois dos 555 certificados para exercer fora do país pedidos à Ordem em 2018, nos primeiros oito meses do ano passado já tinha sido dada resposta a mais 386 pedidos deste género.

Ver comentários
Saber mais médicos sns. estrangeiros ordem emigração
Outras Notícias