Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quebra da economia abranda em Janeiro

A actividade económica continua a deteriorar-se, mas a um ritmo menos acentuado, de acordo com os indicadores divulgados hoje pelo Banco de Portugal. Já o consumo mantém a maior queda desde que há dados.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2012 às 13:04
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O indicador coincidente da actividade económica do Banco de Portugal registou uma descida de 2,7%, em Janeiro, o que corresponde a um abrandamento do ritmo de quebra face a Dezembro, mês em que a descida foi de 2,9%, a maior contracção desde Maio de 2009.

Esta é a primeira vez, desde Maio de 2010, que o indicador de actividade registou alguma melhoria, ainda que a queda continue a ser significativa. Desde o início de 2011 que a economia está em contracção.

Já o consumo privado manteve a evolução. Em Janeiro, o indicador coincidente caiu 4,8%, idêntico à evolução registada em Dezembro.

A evolução destes indicadores tem sido de constante agravamento. A economia entrou em recessão ainda no ano passado, a taxa de desemprego disparou para os 14% (nível nunca visto) e as perspectivas económicas não são animadoras. Isto numa altura em que os funcionários públicos perderam parte do seu rendimento, vão ficar sem subsídios de Natal e de férias.
Ver comentários
Saber mais Banco de Portugal economia actividade económica indicadores económicos consumo
Outras Notícias