Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda das exportações chinesas abranda com recuperação da economia

As exportações chinesas caíram ao ritmo mais lento dos nove meses anteriores, em Setembro, acumulando indícios de que a economia global está a emergir da recessão mais profunda do pós-guerra.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 14 de Outubro de 2009 às 08:23
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
As exportações chinesas caíram ao ritmo mais lento dos nove meses anteriores, em Setembro, acumulando indícios de que a economia global está a emergir da recessão mais profunda do pós-guerra.

As expedições desceram 15,2% para 115,9 mil milhões de dólares, face a um ano antes, segundo anuncia o “site” do gabinete alfandegário. A média das estimativas de 23 economistas inquiridos pela Bloomberg apontava para uma queda de 21%.

As acções subiram em Shangai depois de se saber que as exportações chinesas para os Estados Unidos e União Europeia, subiram para o máximo desde que começou a queda das exportações do país, em Novembro.

A China, que é a economia com o crescimento mais rápido do mundo e o segundo maior exportador, pode a apresentar uma expansão de 8,9% do seu produto interno bruto, segundo a estimativas dos economistas inquiridos pela Bloomberg.

“Isto reflecte uma recuperação continuada da procura global”, disse o economista do Action Economis, David Cohen, à Bloomberg em Singapura.

Ver comentários
Outras Notícias