Economia Queda de dois aviões na Rússia eleva receios de terrorismo

Queda de dois aviões na Rússia eleva receios de terrorismo

Caíram hoje, na Rússia, dois aviões ligeiros de passageiros, com uma diferença de minutos entre os dois incidentes, originando a morte de 90 passageiros e das respectivas tripulações. Um dos aviões enviou um aviso de alarme, accionado quando há perigo de
Sara Antunes 25 de agosto de 2004 às 09:56

Caíram hoje, na Rússia, dois aviões ligeiros de passageiros, com uma diferença de minutos entre os dois incidentes, originando a morte de 90 passageiros e das respectivas tripulações. Este é o maior número de civis mortos num incidente de aviação na Rússia num só dia em mais de três anos. Um dos aviões enviou um aviso de alarme, accionado quando há perigo de sequestro, antes de colidir.

O voo da empresa Sibir Airlines que ia para Sochi, pode ter sido vítima de um acto terrorista, segundo um comunicado publicado no site da companhia aérea.

A secção militar da Rússia que é responsável pelo sistema de controlo aéreo enviou um telegrama à Sibir informando que os dois aviões desapareceram do radar ao mesmo tempo na noite passada e que um dos aparelhos enviou um aviso de alarme, avança a empresa no mesmo comunicado.

Os destroços do TU-154 da Sibir, que transportava 38 passageiros e oito tripulantes de Moscovo para Sochi no Mar Negro, foram descobertos na região de Rostov, anunciou o ministro de Emergências. Os escombros do segundo voo da empresa Volga Avia Express, um Tupolev TU-134 que seguia para Volgograd com 35 passageiros e nove tripulantes, foram encontrados na região central de Tula.

A Rússia anunciou que está preocupada com os rebeldes chechenos, nomeadamente que estes possam cometer actos terroristas antes das eleições presidenciais da Chechénia, que vão decorrer no próximo domingo. A Rússia tem 80 mil soldados destacados na Chechénia a combater a resistência chechena.

As eleições vão escolher o sucessor de Akhmad Kadyrov, que foi assassinado a 9 de Maio passado em Grozni, a capital chechena, durante a cerimónia que marcou a derrota dos Nazis no Segunda Guerra Mundial.




Marketing Automation certified by E-GOI