Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"PSD é também um partido de vícios, cheio de clientela"

"O PSD, tal como o PS, é um partido cheio de vícios e muito agarrado a interesses, com uma grande clientela sempre à espera de prebendas". A acusação é de José Eduardo Moniz, antigo director-geral da TVI e actual administrador da Ongoing, e um dos homens que mais tem incriminado José Sócrates de querer controlar a comunicação social.

Eva Gaspar egaspar@negocios.pt 13 de Abril de 2010 às 09:51
  • Partilhar artigo
  • 15
  • ...
“O PSD, tal como o PS, é um partido cheio de vícios e muito agarrado a interesses, com uma grande clientela sempre à espera de prebendas”. A acusação é de José Eduardo Moniz, antigo director-geral da TVI e actual administrador da Ongoing, e um dos homens que mais tem incriminado José Sócrates de querer controlar a comunicação social.

No artigo de opinião que semanalmente publica no “Diário Económico”, propriedade da Ongoing, Moniz escreve sobre a promessa de que esteja a nascer um novo PSD, agora liderado por Passos Coelho, mostrando, porém, duvidar de que “do velho se fará novo”.

“A questão reside em saber se Passos Coelho conseguirá pôr a pensar a agir com ânimo verdadeiramente reformista gente que anda, há anos, por incapacidade, inércia, comodismo ou interesse, a contribuir para o estado a que Portugal chegou”, questiona. Para rematar: “Não sei se, nas presentes circunstâncias, do ‘velho se fará novo’”.

Ainda assim, Moniz dá o benefício da dúvida ao novo líder, que ainda ontem voltou a defender a retirada completa do Estado dos meios de comunicação social, mediante a privatização da RTP. “Plástico ou não, criativo ou não, determinado ou não, Passos Coelho representa, para já, uma intenção de mudança na forma de os sociais-democratas se posicionarem para a reconquista do poder”, afirma.
Ver comentários
Outras Notícias