Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Recorrer ao FMI está completamente fora dos nossos cenários"

O secretário de Estado do Tesouro emenda a mão do ministro das Finanças e diz que recorrer a ajuda financeira internacional nem sequer está nos cenários de trabalho do Governo.

"Recorrer ao FMI está completamente fora dos nossos cenários"
Negócios negocios@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 10:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Em entrevista o “Diário Económico”, Carlos Costa Pina diz que um pedido de financiamento ao FMI é “uma situação que está totalmente fora dos nossos cenários de trabalho. Honestamente não se justifica”.



O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, admitiu pela primeira vez neste fim-de-semana a possibilidade de Portugal recorrer ao recém-criado fundo europeu de estabilização financeira, no âmbito do qual os países da Zona Euro e o Fundo Monetário Internacional prometem disponibilizar até 750 mil milhões de euros nos próximos três anos para acudir países da união monetária que, tal como a Grécia, se vejam confrontados com taxas de juro proibitivas nos mercados financeiros.

Em entrevista ao “Expresso”, Teixeira dos Santos reconheceu que, “com taxas de juro que se aproximem dos 7% entramos num terreno onde essa alternativa começa a colocar-se”.

Carlos Costa Pina afirma, por outro lado, que a previsão de um crescimento económico de 0,5% no próximo ano vai manter-se no cenário macroeconómico subjacente à proposta de Orçamento do Estado de 2011 que será apresentada nesta sexta-feira.



Apesar de FMI e Banco de Portugal preverem uma estagnação e inclusive um retrocesso da actividade económica em face do pacote de medidas já pré-anunciado para 2011, o secretário de Estado considera 0,5% uma previsão de crescimento “prudente” e “razoável nas actuais circunstâncias”.

Ver comentários
Outras Notícias