Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"Sem o sector exportador não temos a mínima hipótese de nos voltarmos a aproximar dos níveis de desenvolvimento da UE"

Cavaco Silva defendeu hoje o papel do sector exportador e dos emigrantes na resolução do problema português. Para o Presidente da Republica a razão da escassez dos fundos por parte dos bancos em Portugal para emprestar às empresas está no "desequilíbrio" das contas externas e na "dificuldade" de conseguir o respectivo financiamento.

Negócios negocios@negocios.pt 09 de Fevereiro de 2009 às 16:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...
Cavaco Silva defendeu hoje o papel do sector exportador e dos emigrantes na resolução do problema português. Para o Presidente da Republica, a razão da escassez dos fundos por parte dos bancos em Portugal para emprestar às empresas está no “desequilíbrio” das contas externas e na “dificuldade” de conseguir o respectivo financiamento.

“Há uma relação clara hoje entre o contributo que os emigrantes podem dar para o nosso país e as dificuldades que nós enfrentamos”, afirmou o Presidente da República, na inauguração, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, da XIV edição do Salão Internacional do Vinho, Pescado e Agro-Alimentar – SISAB 2009, uma feira de exportação de produtos portugueses daqueles sectores.

“É essa a razão porque estou aqui, apoiar a todo o sector exportador português porque sei bem que sem ele não temos a mínima hipótese de, nem neste ano, nem no próximo nos voltarmos a aproximar dos níveis de desenvolvimento da União Europeia”, acrescentou Cavaco Silva em declarações em vídeo, publicadas no site da Presidência da Republica.

As declarações foram efectuadas no dia em que o INE revelou que as exportações portuguesas recuaram 15% em Novembro.

Ver comentários
Outras Notícias