Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Reformas estruturais são solução para estagnação

Banco pede flexibilização do mercado laboral e mais competição no sector dos bens não transaccionáveis. Medidas poderiam dar impulso decisivo ao PIB dentro de poucos anos.

Pedro Romano promano@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
O Banco de Portugal (BdP) pediu ontem reformas estruturais profundas na economia portuguesa, a começar pelo mercado laboral e a acabar no estímulo da competição nos sectores mais protegidos da concorrência. No dia em que actualizou as previsões macroeconómicas, deixando em aberto a possibilidade de uma nova recessão já em 2011, o organismo liderado por Carlos Castro defendeu esta via como a melhor maneira de ultrapassar a estagnação económica e colocar o PIB a crescer vários pontos percentuais acima da actual tendência.

O pedido veio no mesmo dia em que a Moody's cortou o "rating" da República portuguesa, apontando as "perspectivas de crescimento relativamente fracas" da economia como uma das principais razões para o "downgrade". Uma debilidade que, de resto, já tinha sido apontada pela Standard & Poor's e Fitch.









logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias