Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rehn: Países excedentários devem ajudar a economia europeia

Olli Rehn defende que os países mais ricos também devem fazer a sua parte no combate à crise europeia, dinamizando a economia doméstica e estimulando a procura.

Rita Faria afaria@negocios.pt 13 de Junho de 2012 às 16:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O Comissário Europeu dos Assuntos Económicos fez hoje um apelo aos países excedentários para que dinamizem e estimulem a procura interna, com o objectivo de ajudar a economia europeia, principalmente os países mais atingidos pela crise.

“Os países excedentários também têm de fazer a sua parte”, afirmou hoje Olli Rehn no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, citado pela Bloomberg. “É muito importante que esses países utilizem reformas estruturais para tentar aumentar a procura interna, e assim, ter uma influência positiva no crescimento da Europa como um todo”.

Olli Rehn defendeu ainda uma maior integração bancária e uma mais “profunda” coordenação de políticas.

“Estamos a preparar futuros passos no sentido de uma união económica total para completar a nossa união monetária, incluindo uma união financeira”, disse Rehn. “O princípio básico é claro: a partilha de risco no esquema de garantias pede uma supervisão mais forte e integrada do sector bancário”.

O responsável considera que “não pode haver mais mutualização de risco económico sem uma integração mais profunda da tomada de decisões”. “Para a mutualização ir mais além é necessário fortalecer a nossa cultura de estabilidade. Este princípio básico deve guiar a construção da união orçamental e financeira”, defendeu.

Ver comentários
Saber mais Europa Olli Rehn
Outras Notícias