Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rendimento da actividade agrícola cai 2,2% em 2002

O rendimento da actividade agrícola, em 2002, deverá registar um decréscimo de 2,2%, devido à quebra do rendimento associado à utilização de uma unidade de trabalho ano (UTA), segundo a primeira estimativa facultada pelo INE.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 12 de Dezembro de 2002 às 11:02
  • Partilhar artigo
  • ...
O rendimento da actividade agrícola, em 2002, deverá registar um decréscimo de 2,2%, devido à quebra do rendimento associado à utilização de uma unidade de trabalho ano (UTA), segundo a primeira estimativa facultada pelo INE.

O rendimento associado à utilização de uma Unidade de Trabalho Ano (UTA) foi inferior em 2,2%, em termos reais, relativamente ao ano de 2001, segundo a mesma fonte.

O INE, como deflator, utilizou a previsão para 2002, divulgada pelo Eurostat, do índice de preços implícito no Produto Interno Bruto (PIB), relativa a Portugal (4,9%).

A produção do ramo agrícola cresceu 0,7%, enquanto o consumo intermédio diminuiu 0,9%, revelou o INE, no mesmo documento.

Em 2002, registou-se uma subida na produção vegetal (1,8%, enquanto a produção animal caiu 1%, sendo que esta última foi condicionada pela descida de preços.

Relativamente aos subsídios destinados à actividade agrícola nacional houve uma descida de 6,6%, em 2002, face ao homólogo.

O INE divulgou ainda que a produção da pesca tem vindo a diminuiu «acentuadamente», desde 1992, apesar do seu valor ter registado um aumento de 21,2% entre 1990 e 2001.

Ver comentários
Outras Notícias