Europa Pedro Sánchez é o escolhido para voltar a liderar os socialistas espanhóis

Pedro Sánchez é o escolhido para voltar a liderar os socialistas espanhóis

A presidente da Comunidade Autónoma da Andaluzia, Susana Díaz, não esperou pelo fim do escrutínio e já telefonou a Pedro Sánchez para o felicitar pela vitória.
Pedro Sánchez é o escolhido para voltar a liderar os socialistas espanhóis
Reuters
Lusa 21 de maio de 2017 às 21:21

O ex-secretário-geral do PSOE Pedro Sánchez ganhou as "primárias" dos socialistas espanholas com 49,77% dos votos dos militantes, à frente de Susana Díaz com 40,32%, quando estão escrutinados mais de 90% dos votos.

 

A presidente da Comunidade Autónoma da Andaluzia, Susana Díaz, não esperou pelo fim do escrutínio e já telefonou a Pedro Sánchez para o felicitar pela vitória.

 

Segundo os últimos dados revelados pelos socialistas espanhóis, quando já estão contados 90,02% dos votos, Pedro Sánchez tem a preferência de 49,77% dos que votaram e Susana Díaz 40,18%.

 

O terceiro candidato, Patxi López teve 10,05% dos votos escrutinados até agora.

 

Pedro Sánchez vai assim suceder a si próprio oito meses depois de se ter demitido de líder do partido em choque com os "barões" regionais do PSOE.

 

O novo líder vai agora ter a difícil tarefa de tentar unir um partido muito dividido e em crise de identidade, assim como acontece em muitos partidos socialistas ou social-democratas em toda a Europa.

 

Daqui a quatro semanas, o congresso do PSOE vai confirmar o nome do novo secretário-geral que irá tentar que os socialistas voltem a ser uma alternativa credível de Governo que neste momento pertence ao Partido Popular (direita).

(notícia actualizada às 21:48 com resultados que garantem vitória de Pedro Sánchez)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI