Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Revista de imprensa diária

As principais notícias de economia na imprensa diária de hoje.

Negócios negocios@negocios.pt 12 de Novembro de 2003 às 08:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Estas são as principais notícias económicas na imprensa diária de hoje:

Hospitais SA recebem mais 293 milhões (Jornal de Negócios)Os custos dos hopsitais transformados em sociedades anónimas (SA) vão totalizar 1,45 mil milhões de euros em 2003, o que representa um aumento de 293,3 milhões de euros face ao orçamentado inicialmente.

Hospital de Loures com custo máximo de 765 milhões (Diário Económico)Os custos do Estado na construção e gestão do Hospital de Loures nos primeiros dez anos de actividade terão de ficar abaixo dos 765 milhões de euros. Os privados que se candidatem ao concurso público que o primeiro-ministro hoje anuncia oficialmente estão obrigados a fazer propostas abaixo deste valor .

Banco de Portugal facilita operações de titularização (diário Económico)Uma instrução recente do Banco de Portugal desobriga os bancos de cativar parte dos capitais afectos a operações de titularização de créditos, para efeitos de rácio de solvabilidade, o que, na prática, torna menos onerosa a realização destas operações.

Vivo pode fechar o ano entre os 10 maiores operadores do mundo (diário Económico)A Vivo, ‘joint-venture’ detida em 50-50 pela PT e pela Telefónica, tem actualmente 56% de quota de mercado no Brasil e ocupa o 15 lugar do ‘ranking’ mundial dos operadores móveis em número de clientes. mas acredita que no final do ano os seus 20 milhões de clientes poderão colocá-la entre os 10 primeiros

Banca não cumpre a lei do trabalho extraordinário (Público)A Inspecção-Geral do Trabalho aplicou 1.120 coimas por práticas ilegais realizadas na banca nos últimos três anos, durante as mais de sete mil visitas efectuadas pelas equipas deste organismo público aos balcões das instituições.

Carta a ministro denuncia caos no IEP (Diário de Notícias)Mais de 400 dos 500 funcionários do Instituto das Estradas assinaram uma carta dirigida a Carmona Rodrigues, ministro das Obras Públicas, criticando a «permanente instabilidade» de gestão do Instituto, ex-JAE, que administra a rede rodoviária do país, e exigem mais «meios humanos e materiais» para garantir a segurança nas infra-estruturas viárias.

Ver comentários
Outras Notícias