Economia Revista de imprensa diária

Revista de imprensa diária

As principais notícias na imprensa diária de hoje
Negócios 07 de outubro de 2003 às 08:00

Estas são as principais notícias na imprensa diária de hoje:

Saúde e educação levam os maiores cortes no OE de 2004 (Jornal de Negócios).O esforço orçamental em investimento público deverá diminuir, no Orçamento do Estado para 2004 e face ao programa para este ano, em 9,7%, de acordo com informação entregue pelas Finanças ao Conselho Económico e Social (CES).

Aumento de imposto petrolífero dá 40 milhões (Jornal de Negócios). O imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP) aumentou cerca de um cêntimo por litro este ano, o que multiplicado por centenas de milhões de litros vendidos por mês permite potenciar a receita fiscal até ao final do ano em cerca de 35 a 40 milhões de euros.

Bolsa «perde» 30 milhões com paragem de cinco horas (Diário Económico). A negociação na Euronext Lisboa esteve interrompida, na sessão de ontem, durante cinco horas. No total, o mercado não negociou cerca de 30 milhões de euros, se tivermos em conta os valores transaccionados na sexta-feira. Em 2003, a Bolsa já parou cinco vezes.

CGD ofereceu 1450 milhões pela totalidade do Atlântico (Diário Económico). A Caixa Geral de Depósitos valorizou a totalidade do espanhol Banco Atlántico em 1450 milhões de euros, no âmbito da proposta preliminar que o banco público apresentou no final de Julho para a aquisição dos 68,5% da instituição financeira catalã detidos pelo Arab Banking Corportation (ABC).

PT vende edifício das Picoas ao seu Fundo de Pensões (Diário Económico) A Portugal Telecom [PTC] entregou o edifício sede, o Fórum Picoas, ao seu Fundo de Pensões, por 94,5 milhões de euros. A operadora mantém-se no edifício, pagando uma renda ao Fundo. A operação, concretizada ainda no primeiro semestre do ano, foi feita como contribuição da empresa para cobrir as responsabilidades com pensões da PT Comunicações.

Italianos devem ficar com até 49% do Gás Natural (Público). As negociações entre a EDP [EDP] e a ENI estão prestes a chegar a um entendimento para a partilha do negócio do gás natural em Portugal, sendo cada vez mais forte a probabilidade de criação de uma sociedade, EDP Gás, partilhada a 51 e 49 por cento, respectivamente entre a EDP e a ENI.

Amílcar Theias retira poderes a Luís Machado (Diário de Notícias). O ministro das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente , Amílcar Theias, assinou no sábado um despacho onde retira poderes ao presidente das Águas de Portugal (AdP), Luís Machado. O despacho invoca o poder legal do ministro, em relação às entidades gestoras de sistemas multimunicipais, «de fiscalização, direcção, autorização, aprovação e suspensão dos actos das mesmas».




Marketing Automation certified by E-GOI