Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Risco da Alemanha ultrapassa o do Reino Unido pela primeira vez desde 2008

Dívida alemã chegou hoje a ser mais arriscada do a que do Reino Unido pela primeira vez desde Janeiro de 2008.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 09 de Agosto de 2011 às 15:34
O preço dos “credit default swaps” (CDS), contratos que conferem protecção contra o risco de incumprimento, para a dívida alemã subiram para 83 pontos base. Um preço que fica dois pontos acima do custo dos CDS para a dívida do Reino Unido, refere a Bloomberg.

O custo de adquirir estes contratos, que pagam o valor nominal da dívida em caso de incumprimento, sobre a dívida alemã subiu 3,5 pontos base para 83 pontos base, segundo a Bloomberg que cita os dados da CMA. Entretanto os mesmos contratos para a dívida do Reino Unido já avançou 3 pontos base para 83 pontos e anulou a diferença de risco entre os dois países.

“É óbvio que a infecção está a espalhar-se”, disse o estratega do Newedge Group, Bill Blain, à Bloomberg. “Subitamente, como um incêndio descontrolado, chegou à Alemanha”, acrescentou.

A taxa de juro da dívida alemã com maturidade a 10 anos agravou-se cinco pontos base para 2,35%, o que sinaliza que os investidores estão a exigir uma remuneração mais elevada para deter a dívida da Alemanha.

O risco das economias da periferia da Zona Euro está a afectar a dívida de alguns países que anteriormente eram vistas como um activo de refúgio. Isto já depois de o Banco Central Europeu (BCE) estar a levar a cabo a compra de obrigações soberanas dos países periféricos da Zona Euro.

“As pessoas estão a perceber que, em última instância, é a Alemanha que está a subscrever todo o risco”, disse o economista da Jefferies International, Marchel Alexandrovich, “É o ‘Bundesbank’ que vai estar a comprar 30% de todas as compras” como parte do esforço de compra de activos do BCE, explicou.

O analista do JPMorgan, Saul Doctor, diz que está a haver “uma transferência de risco da periferia para as economias do centro da Zona Euro”. “As pessoas estão a ver os crescentes riscos dentro da Zona Euro e alguns países como a Alemanha estão a ter de carregar o farda da crise da dívida”, acrescentou.
Ver comentários
Saber mais dívida juros risco yield CDS
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio