Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rogoff vê possibilidade de 80% de um ou dois países saírem do euro

"Grécia, Portugal, Irlanda e possivelmente também a Espanha estão insolventes e precisam de reestruturar a sua dívida", disse o professor da Universidade de Harvard.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
Kenneth Rogoff está pessimista com o futuro da Zona Euro, estimando que existe uma possibilidade de 80% de, nos próximos anos, pelo menos um ou dois países abandonarem a região.

Para o professor da Universidade de Harvard, “a Grécia é o caso extremo”. Rogoff considera que o país “deve sair [do euro], depreciar a sua moeda e ficar de fora durante duas décadas”.

Em entrevista ao jornal suíço “Tages-Anzeiger”, citada pela Bloomberg, Rogoff afirmou que a “Grécia, Portugal, Irlanda e possivelmente também a Espanha estão insolventes e precisam de reestruturar a sua dívida”.

Ao contrário de muitos economistas, que defendem um papel mais activo por parte do Banco Central Europeu, o professor da Universidade de Harvard considera que tal não será a solução para a crise da dívida na Europa.

É “problemático” pensar que o BCE “pode criar dinheiro através de um passe de mágica, comprando obrigações dos países em dificuldades, e esconde-las num canto escuro do seu balanço”. Para Rogoff, tal representa um “esquema Ponzi, que eventualmente entraria em colapso”.

Quanto à banca europeia, o professor estima que precisa de “várias centenas de mil milhões de euros” de capital fresco.
Ver comentários
Saber mais Rogoff Grécia Portugal Irlanda euro
Outras Notícias