Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Saíram 67.000 milhões de euros de Espanha só no mês de Março

Nunca antes tinha saído tanto dinheiro do país num único mês. Fuga de capitais no total do primeiro trimestre também foi a pior de sempre, rondando os 100.000 milhões de euros.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 31 de Maio de 2012 às 14:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
No passado mês de Março, os investidores internacionais venderam dívida pública e acções espanholas no valor de 22.633 milhões de euros. Se a isto forem somados os levantamentos de depósitos e a saída de outros instrumentos do mercado monetário, a fuga total de capitais ronda os 67.000 milhões no terceiro mês do ano, revelou o Banco de Espanha.

Trata-se, recorda o "Cinco Días", da pior fuga mensal da história de Espanha – ou seja, desde Janeiro de 1990, que foi quando começaram a ser compilados estes dados.

Até agora, o pior mês de Espanha, no que respeita à fuga de capitais estrangeiros, tinha sido Outubro de 2008, o mês a seguir à falência do Lehman Brothers – uma altura em que os investidores entraram em pânico um pouco por todo o mundo e foram buscar o dinheiro que tinham distribuído em aplicações. Nesse mês, saíram do país 47.500 milhões de euros.

Houve dois outros meses, na história de Espanha, em que a fuga de capitais estrangeiros superou os 20.000 milhões: Outubro de 2007, quando saíram 20.336 milhões, e Fevereiro de 2010, com a saída de 21.175 milhões de euros.

No acumulado do trimestre, o panorama foi igualmente mau: a fuga de capitais ascendeu a 97.090,9 milhões de euros (contra 20.887,1 milhões de saldo positivo no período homólogo do ano passado), salienta o "Expansión". Desse montante, recorde-se, 67.000 milhões reportam a Março.
Ver comentários
Saber mais Espanha fuga de capitais
Outras Notícias