Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santos Pereira: Mais investimento angolano pode tornar Portugal em plataforma para Europa, África e América Latina

Portugal tem interesse em receber mais investimento angolano e moçambicano para tornar o país numa plataforma entre a Europa, África e América Latina, afirmou hoje o ministro da Economia e Emprego, Álvaro Santos Pereira, em Londres.

Lusa 26 de Fevereiro de 2013 às 15:12
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

"Quer em relação a Angola, quer em relação a Moçambique, uma das características que nos distingue em relação a outros países é que existe verdadeiramente uma parceria entre as economias. Somos economias irmãs, que têm fluxos de comércio e de investimento que são bilaterais, vão nas duas direcções", salientou hoje o ministro à margem do seminário 'Parcerias com Empresas Portuguesas como um Caminho Rápido para o Mercado em África'.

 

Para o governante, esta "reciprocidade" é muito importante numa altura em que muitos países da África subsaariana estão a crescer e têm um grande potencial económico.

 

"É fundamental que as parcerias estratégicas entre os nossos países sejam reforçadas, quer através de mais investimento português em Angola e Moçambique, quer através de investimento angolano e moçambicano em Portugal. Só assim se estabelecem relações estáveis e duradouras entre os países e só assim conseguimos usar os nossos países como plataformas, quer para África, quer para a Europa, quer para a América Latina", vincou.

 

O seminário, organizado pela UK Trade and Investment, agência de promoção de investimento britânica, juntou representantes de 150 pequenas e médias empresas britânicas potencialmente interessadas em mercados como Angola e Moçambique.

 

O subsecretário de Estado dos Negócios Estrangeiros britânico, Mark Simmonds, responsável pela pasta de África, não esconde o interesse nestes "mercados novos e interessantes", cujo acesso considera ser possível acelerar.

 

"A forma mais fácil de fazê-lo em países que têm sistemas legais diferentes e falam uma língua diferente é fazê-lo através de um país como Portugal, que tem laços históricos e relações económicas e comerciais", afirmou, sugerindo parcerias entre empresas britânicas e empresas portuguesas baseadas em Portugal ou já presentes em Moçambique e Angola.

 

Com Álvaro Santos Pereira, viajou uma delegação de 15 companhias portuguesas de áreas como a educação, energia ou saúde com experiência naqueles países lusófonos, que poderão encontrar no Reino Unido outras vantagens.

 

Segundo o ministro, podem nascer não só sinergias e consórcios, como esta cooperação luso-britânica pode abrir as portas à "City [centro financeiro] de Londres para financiar alguns dos projectos das empresas portuguesas nalguns desses mercados".

 

O ministro da Economia termina hoje uma visita de dois dias a Londres, que se centrou na promoção do investimento estrangeiro em Portugal.

 

Antes de regressar a Lisboa, está previsto um encontro com o homólogo, o ministro das Empresas, Inovação e Qualificações, Vince Cable.

Ver comentários
Saber mais Santos Pereira Europa África América Latina
Outras Notícias