Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Schroeder apela ao BCE para descer as taxas de juro na Zona Euro

O Banco Central Europeu deveria considerar um corte nas taxas de juro da Zona Euro, de modo a suster a valorização do euro, defendeu hoje o chanceler alemão Gerhard Schroeder. Face a estas declarações o euro descia mais de 1%.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 25 de Fevereiro de 2004 às 15:54
  • Partilhar artigo
  • ...

O Banco Central Europeu deveria considerar um corte nas taxas de juro da Zona Euro, de modo a suster a valorização do euro, defendeu hoje o chanceler alemão Gerhard Schroeder. Face a estas declarações o euro descia mais de 1%.

O líder do Executivo da maior economia europeia afirmou hoje que o BCE deve «considerar intensivamente» como a apreciação de 17% do euro face ao dólar, no último ano, está a afectar a economia europeia.

Estas declarações, feitas a uma televisão regional alemã, foram interpretadas pelos mercados como uma pressão sobre o BCE, para que a autoridade monetária reduza as taxas de juro, actualmente em 2%.

Na próxima sexta-feira, quando Schroeder se encontrar com Bush, a taxa de câmbio do euro face ao dólar vai ser um dos temas da agenda, confirmaram já fontes oficiais.

O BCE cortou os juros em Junho passado para 2%, tendo essa sido a última vez que mexeu no custo do dinheiro da Zona Euro. Nos Estados Unidos as taxas de juro estão em 1% e não se perspectiva alterações para breve.

Os responsáveis do BCE tem sinalizado que os juros na Europa estão a níveis adequados, mas têm sinalizado as preocupações acerca da elevada volatilidade das taxas de câmbio.

O diferencial entre as taxas de juro dos EUA e da Europa têm explicado parte da apreciação do euro, pelo que as declarações de Schroeder provocaram uma queda na cotação da moeda única, que descia 1,11% para os 1,2545 dólares. O euro fixou um novo máximo histórico acima dos 1,29 dólares, na semana passada.

Outras Notícias