Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Schulz: Não faz sentido tirar dinheiro às pessoas para dar aos bancos

Presidente do Parlamento Europeu diz que a Alemanha é um "país solidário", e que é do seu interesse manter a moeda única.

Rita Faria afaria@negocios.pt 03 de Setembro de 2012 às 15:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...
O presidente do Parlamento Europeu, o alemão Martin Schulz, afirmou hoje que “não faz sentido tirar dinheiro às pessoas para dar aos bancos”.

Numa entrevista ao canal de notícias da televisão pública italiana, Rainews24, citada pelo “Expansión”, quando questionado sobre as decisões que o Banco Central Europeu (BCE) poderá anunciar esta semana para travar a crise da dívida na Zona Euro, Schulz criticou o facto de o BCE dedicar-se “a emprestar dinheiro aos bancos a uma taxa de juro próxima de zero para que depois estes comprem títulos de dívida soberana com um rendimento de 6%”.

Martin Schulz explicou que Espanha e Itália “realizaram esforços que vão na direcção certa”, e criticou aqueles que dizem frases como: “a Grécia tem de sair do euro, se não Espanha não sairá desta crise”.

“Como é que um investidor vai ter confiança no euro desta forma?”, questionou o presidente do Parlamento europeu, acrescentando que o grande objectivo é “estabilizar a Zona Euro”.

Sobre a Alemanha, Schulz assegurou que se trata de “um país solidário”, como provam os 400 mil milhões de euros que concedeu à Europa como garantias ou empréstimos, sublinhando que é importante explicar aos alemães que este dinheiro foi dado porque “estabilizar o sul da Europa é fundamental para o país”.

“Tem de ser do interesse da Alemanha o compromisso de estabilizar a Zona Euro, porque a Alemanha não pode competir sozinha contra a China, a Índia e os Estados Unidos. Só uma moeda forte pode competir com estas potências”, rematou o responsável.
Ver comentários
Saber mais Martin Schulz Alemanha BCE Parlamento Europeu
Outras Notícias