Conjuntura Sector dos Serviços em máximos de 2011

Sector dos Serviços em máximos de 2011

A evolução do sector dos serviços foi a mais expressiva no espaço de um ano, com o volume de negócios a aumentar mais de 8%. Todas as secções contribuíram, mas o alojamento e restauração, bem como o comércio por grosso e reparação de veículos tiveram os aumentos mais significativos.
Sector dos Serviços em máximos de 2011
Miguel Baltazar
Sara Antunes 12 de julho de 2018 às 11:28
O índice de volume de negócios dos serviços cresceu 8,9%, em Maio, quando comparado com o mesmo período do ano passado, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Este aumento é o mais pronunciado desde Maio de 2017. E coloca o índice no valor mais elevado desde Agosto de 2011.

A contribuir para este desempenho positivo estiveram todas as secções, mas houve duas que se destacaram. O segmento que agrega alojamento local e a restauração foi o que mais aumentou (9,7%), seguindo-se a secção do comércio por grosso e reparação de veículos, que reportou um crescimento de 9,4%.

Subidas superiores a 8% registaram as secções dos transportes (8,7%) e das actividades administrativas e dos serviços de apoio (8,4%).

O crescimento dos serviços está a levar a um aumento dos postos de trabalho. O índice do emprego aumentou 3,4%, em Maio, e ainda que represente um ligeira abrandamento (3,6% em Abril), coloca este indicador no valor mais elevado desde Setembro de 2011.

As horas trabalhas e as remunerações também estão a crescer, com este último indicador a acelerar o ritmo de aumento. 





pub