Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seguro: Portugueses "pagam caro e com muitos sacrifícios os experimentalismos políticos"

O secretário-geral do PS prometeu hoje uma "ruptura política" e anunciou que apresentará aos portugueses um programa com horizonte até 2024, sendo sujeito a votos em 2015 e tendo um calendário de aplicação de nove anos.

Lusa 27 de Fevereiro de 2012 às 19:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
António José Seguro falava na sessão de apresentação do Laboratório de Ideias e de Propostas para Portugal (LIPP), que substituirá o gabinete de estudos deste partido e que estará na origem do programa eleitoral que os socialistas apresentarão nas eleições legislativas de 2015.

"O LIPP não é criado em véspera de eleições para eleitor ver, é uma proposta a pensar em 2024. O resultado do seu trabalho será apresentado aos portugueses em 2015, para executar em duas legislaturas", declarou o secretário-geral do PS.

Segundo o líder socialista, o programa político do seu partido terá "três anos de preparação e nove anos de execução".

"É necessário que o próximo Governo de Portugal se prepare bem. Saiba o que quer para Portugal e tenha uma estratégia e um caminho a seguir", justificou Seguro.

Mas o secretário-geral do PS deixou também uma crítica ao passado recente da política no país.

"O portugueses pagaram e pagam caro e com muitos sacrifícios os experimentalismos políticos e a navegação à vista. É necessário uma ruptura política, a começar pela própria forma de fazer a política. Prometi fazer política de uma forma diferente, nem sempre sou bem compreendido, mas este é o caminho certo, o caminho que aproxima a política das pessoas e as pessoas da política", sustentou.

Ver comentários
Saber mais António Seguro portugueses pagam caro sacrifícios experimentalismos políticos
Outras Notícias